às 08:42:00

Egressa da Enfermagem UNITPAC, é aprovada na Ordem das Enfermeiras do Canadá

Enfermeira Kenya Velozo Borges

Gostaria de compartilhar com vocês colegas e futuros colegas de profissão, professores do ITPAC, minha conquista em fazer parte da l`Ordre des Infirmières et Infirmiers du Québec – OIIQ no Canadá.

Faço parte da primeira turma de Enfermagem do ITPAC 2003/2004. Trabalhei 10 anos como Enfermeira em Araguaína-TO no Hospital Regional e depois no Centro de Reabilitação (CER).

Em 2011 vi uma reportagem na TV que dizia que o Canadá estava recrutando Enfermeiros, pois o país tem mais de 50 % da população envelhecida. Então resolvi embarcar nessa aventura. Demos entrada no processo de imigração. Em 2014 imigrei com minha família para o Canadá. Começamos uma vida nova do zero aqui neste país LINDO e gelado onde as temperaturas podem chegar de - 30 (muita neve) até 30 graus (calor intenso).

Iniciamos um curso oferecido pelo governo que se chama Francisation para aprender a língua francesa. E ao mesmo tempo abri meu processo na OIIQ. Eles consideraram a grade curricular universitária do ITPAC equivalente à do Québec. Maravilha! Esse reconhecimento me deu o título de Infirmière Clinicienne. Mas para exercer a profissão tive que passar por um curso de 8 meses que eles chamam de curso de integração para o profissional Enfermeiro.

Para entrar neste curso é necessário passar por uma prova escrita em Francês. Comecei a me preparar, estudei e passei. Fiz 8 meses de curso e estágios em hospitais e graças a Deus conclui mais uma etapa. Recebi um certificado CEPI-Candidate a l`exercice de la profission Infirmier. Então, pude começar a trabalhar em um CHSLD que é como um hotel para pessoas da terceira idade, a maioria tem problemas com Alzheimer, Parkinson, Demência.... Lá eles têm toda a assistência para viver uma vida digna. Amo trabalhar com essa clientela. E ao mesmo tempo continuei minha preparação para a grande prova final que nos dá a permissão para ser oficialmente Enfermeira aqui no Canadá. Essa prova é realizada 2 vezes por ano e temos somente 3 chances. Todas as pessoas que são graduadas aqui ou fora do Canadá devem faze-la é obrigatório.

Em 17 de março de 2019 fiz a tão temida prova. Realmente é bem complexa! São 140 casos clínicos onde temos que escolher a melhor resposta de acordo com nosso julgamento clinico.  Foi um dia todo de prova! Esperei 29 dias para receber a resposta e foram os dias mais longos da minha vida! Mas graças a Deus fui aprovada! E agora faço parte da OIIQ.

Muitas vezes achei que não iria conseguir viver em outro país, trabalhar e falar outra língua. Mas para Deus não existem impossíveis! Acredite, estude, corra atrás dos seus sonhos. Pois se eu consegui, vocês também conseguem!

UM GRANDE ABRAÇO! Enfermeira Kenya Velozo Borges.


Fonte: